As sinopses dos textos de "Si, Copimila"!

Vocês já sabem que Si, Copimila está em pré-venda, né?

Ai, como meu filho é lindo! Quer saber mais sobre ele? Confira as sinopses dos cinco textos que o compõe (mais o extra) abaixo! Mas tudo o que ela quer é um grande elefante branco

Um elefante apenas, é só um. Coisa pouca. Pois já que uma doença misteriosa se espalhou pelo mundo e Odete foi morar em outra cidade, agora ela tem direito de aparecer com caprichos. Onde arrumar um grande elefante, e de preferência branco? O neto dela tenta entender essa vontade súbita em um mundo cheio de perguntas sem resposta.


Sucata

Fernanda adorava o seu cão-robô, mas ele teve um problema de programação e foi desligado. Será que ela consegue remontá-lo com os seus conhecimentos de robótica adquiridos na escola? Enquanto passa um tempo no trabalho de sua irmã Márcia, ela descobre coisas que não deveria. Quem mandou cutucar os microchips com ferramentas curtas?


O Ministério do Bom Gosto

Para Aurea Calcavecchia

Se você não sabe o que é o Ministério do Bom Gosto, bem… Talvez você esteja por fora. E é um perigo estar por fora. A lei do bom gosto exercida pelos decretos do Ministério é absoluta. Estar por fora é mais que estar fora de moda: é ser um fora da lei. 

Absolutamente não!


A Atriz do Sonho / O Sonho da Atriz

Para Katia Lazarini, Caio Milanesi e Raul Andreucci

Maria tenta uma vaga no elenco de uma montagem mas não consegue convencer os selecionadores de que ela é uma atriz dos sonhos. É o nariz? A sua voz? O seu talento? O jeito é fazer com que eles embarquem em algo que pode ter sérias consequências para ela, para Graça e para quem ousa gostar de teatro em pleno século 21. Se eu te falar que você quer ler essa peça… Você acredita?


A Alma da Festa

Para Talita Denardi & amigos & todos os corações solitários que sentem saudade de uma grande noite

Todos gostam de Flavia Fernanda e cada um tem pelo menos uma história para contar sobre ela. Esses babados se passam sempre à noite, no fervo. Mas quem é que lembra tão bem dessas histórias a ponto de recontá-las de maneira fiel? Ainda mais bebendo tanto quanto se bebe em uma festa ao lado de Flavia Fernanda, né?


E o extra

Minicontos da Quarentena

A gente fica mais existencialista durante a quarentena. A paralisia contamina. As máscaras não protegem os olhos e o que eles dizem está na cara. Será que algo disso vai nos atingir quando a agulha entrar nos nossos braços e estivermos imunes? Já sabe, né? Pré-venda com desconto – aproveite antes que acabe! Venha para o fantástico mundo de Si, Copimila.


29 visualizações